CONAB já comercializou 9,45 milhões de toneladas de milho

29/08/2017 12:13:07

A Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB) ofertou, no pregão da última quinta-feira (24), 210 mil toneladas de milho para Goiás e Mato Grosso do Sul, tendo sido negociadas 177,9 mil toneladas, em sua grande maioria pelos valores de abertura. Durante a semana, a CONAB havia reduzido os preços, chegando ao patamar dos níveis em que vinham ocorrendo os fechamentos anteriores, gerando grande disputa nos leilões.

O Prêmio de Escoamento de Produto (PEP) de uma parte do Mato Grosso do Sul, que tinha abertura nos R$ 2,148 por saca, foi o único que fechou abaixo, em praticamente R$ 2,00 por saca, devido à grande concorrência pelas 24 mil toneladas ofertadas. Os demais negócios se deram nos níveis de abertura: R$ 2,148 para o sul do Mato Grosso do Sul, R$ 3,828 no norte do mesmo Estado, e R$ 2,988 por saca em Goiás, onde foram negociados os lotes do Estado.

Os pregões da CONAB já apoiaram a comercialização de um total de 9,45 milhões de toneladas, com volume de R$ 754.716,5 milhões empregados pela Companhia, valor próximo aos R$ 800 milhões determinados pelo governo para o programa de apoio ao milho. Inicialmente, a expectativa era atingir mais de 12 milhões de toneladas comercializadas, mas devido aos baixos valores do mercado regional e dos preços mínimos, as projeções foram reajustadas para 9 a 10 milhões de toneladas. Desta forma, as metas já foram atingidas e ainda há um valor restante para apoio em mais algumas rodadas. O quadro final deverá apresentar um volume entre 10 e 10,5 milhões de toneladas negociadas, ou seja, há ainda cerca de um milhão de toneladas de potencial de uso para fechar os recursos programados.  

Fonte: Brandalizze


Siga a Arysta