Soja: Semana de Poucos Negócios e Retração nos Portos

08/08/2017 14:16:38

O mercado da soja teve uma semana de poucos negócios e indicativos mostrando queda nos portos, reflexo da pressão na Bolsa de Chicago, além da perda de força do dólar diante da vitória de Temer – que escapou da degola – na Câmara, e deixou o mercado bastante otimista com as reformas que deverão ser retomadas, em especial a da Previdência.

O resultado foi um recuo nos indicativos nos portos, na faixa de R$ 3,00 frente à semana anterior, com valor de compra na faixa dos R$ 70,00 e poucos vendedores para o grão no mês de agosto. Os indicativos para o futuro também continuam lentos, porque mostravam os R$ 72,00 entre maio e julho, e venda querendo os níveis que já foram efetivados - entre R$ 76,00 e R$ 80,00 - quando se deu o melhor momento do ano. Sendo assim, não há quase nada de mercado futuro firmado. O destaque positivo foram algumas negociações de produtores que vem fazendo trocas das sacas por insumos, modalidade bastante atrativa, já que está sendo necessária menor quantidade de soja do que no ano passado para o fechamento dos pacotes.

Esta semana se inicia com especulações sobre o clima americano, principalmente após a divulgação do relatório das lavouras do USDA, na segunda-feira (7), que apresenta grandes chances de melhora no quadro, com boas condições nas lavouras americanas, pesando como limitante de alta, o que pode ser até mesmo negativo para o pregão.

Na próxima quinta-feira (10), será divulgado também o relatório de Oferta e Demanda do USDA, que apresentará, caso se cumpram as expectativas, redução da safra. Vale lembrar, no entanto, que é necessária muita cautela nesta primeira avaliação, que é feita em pesquisa de campo; o USDA é bastante conservador e pode surpreender com aumento da safra.

Desta forma, não são esperadas grandes negociações nestes próximos dias para o grão livre, podendo ser observado um começo de descasamento dos indicativos internos dos níveis dos portos, já que a demanda interna seguirá, com valores bem negociados. Enquanto isso, pouco se espera de movimento da safra em fechamentos diretos, mas as negociações de trocas por pacotes de insumos devem ainda trazer boas oportunidades aos produtores. No geral, será uma semana de poucos negócios e calma para o mercado da soja.

Fonte: Brandalizze


Siga a Arysta